Turismo regional precisa ser cada vez mais valorizado, defende Pavan

paulinaPrefeito de Balneário Camboriú por três vezes, ex-senador e integrante da Comissão de Turismo do Senado Federal, o atual deputado estadual Leonel Pavan (PSDB) defendeu maior valorização e investimento permanente na estruturação e divulgação do turismo regional catarinense ao participar no último final de semana ao 1a Vitrine Religiosa, em Nova Trento. O evento, que faz parte de um projeto de turismo cultural e religioso coordenado pelo Sebrae de Santa Catarina também retomou a discussão sobre as ações de marketing que as cidades devem adotar para atrair peregrinos.

Ao longo do evento, que teve participação estimada em dez mil visitantes, ocorreram ainda a Feira de Roteiros Turísticos e Produtos Religiosos e o Congresso Catarinense de Turismo Religioso. Neste último foram discutidas alternativas de fomento ao turismo em todo o estado. O Ministério do Turismo repassou R$ 100 mil às ações relacionadas à divulgação do segmento em Nova Trento, Brusque, São João Batista, Major Gercino e Angelina.

Para Leonel Pavan, a boa participação de público e expositores mostra o potencial do turismo religioso como um dos segmentos que mais crescem em nosso Estado. Ele destaca que somente Nova Trento recebe mais de 800 mil visitantes por ano, mas há ainda outras atrações regionais como o Santuário de Azambuja, em Brusque e o turismo de compras em São João Batista, produtora de calçados.

Por isso, o parlamentar defende a valorização e a criação de roteiros que valorizem as cidades que dão acesso a Nova Trento estimulando o fortalecimento da infra-estrutura e divulgação.

TURISMO E ECONOMIA – Pavan destaca que é importante que o setor turístico seja trabalhado forma ampla nesta região, indo além da potencialidade religiosa, valorizando as características étnicas e culturais de cada uma destas cidades, como produtos agrícolas e artesanais entre outras atividades que possam estimular o turismo interno.

Para Leonel Pavan, os dados econômicos de nosso estado comprovam que há necessidade do turismo interno ser estimulado ainda mais e ter os investimentos reforçados pelo governo. Atualmente, cerca de 12,5% de toda a riqueza produzida em Santa Catarina provém do turismo. Apenas esse setor movimenta pelo menos R$ 21 bilhões do PIB estadual. Cerca de 70 mil pessoas estão empregadas, entre empregos formais e informais, na área.
“Os números comprovam o peso do setor na economia, mas também mostram que ainda há espaço para expansão, principalmente para o turismo regional catarinense que necessita de atenção de forma igualitária por parte do governo”, destacou, acrescentando que vai continuar lutando pelo apoio ao turismo regional no parlamento.
Em 25/02/15

Comente com o FACEBOOK

Autor: admin

Compartilhe no