Moção de Pavan cobra imediata liberação de licenças à pesca da tainha

O deputado Leonel Pavan (PSDB) defendeu nesta quarta-feira (8), em plenário, o encaminhamento de moção da Assembléia Legislativa à presidência da República e ao Ministério da Agricultura, Pecuária solicitando urgência na expedição e liberação da licença da pesca industrial da tainha em Santa Catarina. Por lei federal, desde 1° de junho, os pescadores industriais poderiam lançar redes ao mar para pescar tainha. Entretanto, os trabalhadores do setor ainda aguardam a emissão da licença de barco, em trâmite na Secretaria Nacional de Pesca, e o atraso já está prejudicando economicamente o setor.

Ao encaminhar o pedido de moção para ajudar a pressionar o governo federal, Leonel Pavan repercutiu notícias na tribuna dando conta de que a  demora na liberação de licenças para a pesca de tainha já rendeu prejuízo de R$ 7 milhões, de acordo com dados do Sindicato dos Armadores e da Indústria da Pesca de Itajaí e região (Sindipi). Itajaí e Navegantes, que têm a maior frota especializada em tainhas no país, são as cidades mais prejudicadas pelo atraso.

O parlamentar também registrou que cerca de 1500 pescadores de Santa Catarina estão sendo diretamente prejudicados com a demora na emissão das licenças para a captura da tainha. Em decorrência deste problema um grupo de aproximadamente 100 pescadores trancou as pistas da BR 101, na altura do Km 125, em Itajaí, na tarde de terça-feira última. “Onde está o planejamento, será que o novo governo não se atém a isso, principalmente agora que é preciso fazer avançar a economia”, questionou, acrescentando ainda que “a falta de planejamento e excesso de burocracia estão prejudicando um setor vital para a economia regional, prejudicando trabalhadores e empresas num momento de crise em que é preciso preservar empregos e gerar renda.”

Comente com o FACEBOOK

Autor: admin

Compartilhe no