Pavan cobra reitoria da UFSC posição sobre adesão ao ENEM

IMG_1258O deputado Leonel Pavan (PSDB), apresentou nesta semana requerimento endereçado a reitora da UFSC, professora Roselane Neckel, solicitando posição oficial da administração da Universidade Federal de Santa Catarina sobre a adesão da instituição ao Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM. No documento, o ex-governador destacou que atualmente, das 63 universidades federais do País, 36 já usam o Enem como única porta de entrada para o ensino superior. “Em SC, por exemplo, o ingresso na Universidade da Fronteira Sul (UFFS) é 100% via Enem”, exemplificou o parlamentar.

Pavan explica que o pleito dos estudantes e até mesmo da própria comunidade acadêmica para que a UFSC viabilize sua adesão ao Enem é antigo, porém até o presente momento a reitoria não definiu posição oficial a respeito. “Gostaríamos de receber confirmação se de fato há o interesse da instituição em aderir ao Enem. Com este aceno, poderemos iniciar o debate sobre a adesão total ou até mesmo a parcial, com a manutenção do vestibular próprio, como a Udesc tem feito com muito êxito”, defendeu. Ainda, de acordo com Leonel Pavan, por ser uma instituição de ensino superior pública e federal, a UFSC já deveria ter aderido ao Sisu, “política educacional do governo federal que reconheço, deu certo e democratizou o acesso a universidade pública”.

Sobre o modelo de seleção

O Sisu é uma plataforma online que seleciona candidatos a vagas em universidades e institutos federais. O ranqueamento é feito pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), geralmente aplicado entre outubro e novembro.

A popularização do Enem aumentou o número de inscrições, que em 2014 bateu recordes. Foram 9,5 milhões de inscritos, um número que superou até as expectativas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As universidades portuguesas de Coimbra e Beira Interior também já adotaram o sistema.

Comente com o FACEBOOK

Autor: admin

Compartilhe no